dicas para aprender cozinhar receitas recem-casada
Dicas, Vida a dois

9 dicas para aprender a cozinhar

No último post, falei sobre o que mudou no nosso casamento nesse nosso primeiro ano (clique aqui e leia) e uma das coisa foi que aprendi a cozinhar. Quando morava com meus pais, eu sabia o básico (arroz, feijão, macarrão). Mas não dá para viver só disso, né? Quer dizer, dá até dá, mas é daquele jeito né? Depois que decidimos adotar uma dieta vegetariana (clique aqui e descubra como tomamos a nossa decisão) aí sim tive que correr atrás do tempo perdido.

Nesse post, vou revelar os meus segredos de como aprendi a cozinhar de verdade! Ok, não são assim, tão segredos haha. Aliás, ainda tenho muito o que aprender na cozinha… Mas o mais importante é que: eu e o Robert nunca almoçamos miojo ou ovo frito!

Aaaah e bem importante: HOMENS.Agora o papo é com vocês! Ajudem suas esposas/mulheres/amadas na cozinha. Isso é sério! Cansa ter que pensar no que cozinhar todo o santo dia! E já vou dizendo: no AP202 o Robert faz várias comidinhas também. Aliás, tem comidas que são exclusivas dele (só ele faz, eu não coloco a mão), como tapioca, pipoca, sucos naturais, vitaminas… e por aí vai. Então, essas dicas são valiosas para vocês também, rapazes.

Ok, então chega de lero lero, blá blá blá e vamos às dicas para aprender a cozinhar!
 

1 – Se você ainda não sabe, aprenda o básico

Antes de querer fazer strogonoff (que também não é nada difícil) aprenda primeiro a fazer o arroz, caso você ainda não saiba. Quando você já tem uma base da cozinha, fica muito mais fácil avançar na dificuldade dos pratos. Algumas comidas básicas para você dominar: arroz, feijão, legumes no vapor, macarrão, saladas, bolos simples.

dicas para aprender cozinhar receitas recem-casada
Receitas simples podem ser deliciosas! Então não se preocupe em ser um Cheff Gourmet. Tudo a seu tempo! 😉
 

2 – Pegue dicas com que sabe do negócio

Tenho uma sogra que cozinha muito bem! Faz vários pratos deliciosos. Ela me deu muitas dicas na cozinha e algumas receitas que eu e meu marido fazemos hoje, nós aprendemos com ela.

Você não precisa marcar uma aula com a pessoa. Mas converse com alguém que cozinha bem sobre um prato específico que você comeu e gostou, pegue dicas para a hora do preparo (tempo de cozimento ou qual é a textura quando um creme chega ao ponto, por exemplo). Teste a receita. Se você errou, converse depois com seu amigo ou amiga e veja no que você pode melhorar.
 

3 – Não tenha medo!

Quando eu morava com meus pais, eu era um desastre na cozinha, simples assim. Não acertava um mísero bolo de pacote! Acho que era por isso que não suportava a ideia de cozinhar.

Quando me casei, decidi que isso teria que mudar. Queria cozinhar com amor, para o meu amor, e queria que as comidas ficassem gostosas. Mas precisava me arriscar a tentar. Então comecei pelas comidas salgadas e segui para os bolos. Cada bolo que eu fazia, orava muito, para que não solasse (abatumar), hehe. Vocês acreditam que até hoje, não errei um bolo sequer?! Todos ficaram deliciosos!

Mas essa não é a questão. Até porque eu já errei outras coisas (esqueci sal, coloquei sal demais, errei o ponto da geleia, coloquei açúcar demais). O ponto é o seguinte: não tenha medo de errar. Ou você acha que a sua vovó/sogra/mãe nunca errou?

Você precisa arriscar e tentar receitas novas! Se não der certo, tente de novo! Se ficar ruim ou gosto estranho, tudo bem, nunca mais faça essa receita. E se ficar uma delícia? Nossa, que problemão hein! hihi. Você nunca saberia se não tivesse se arriscado.
 

4 – Experimente novos temperos

Isso foi uma das coisas que aprendi com a minha sogra. Na casa dos meus pais a gente só usava sal, alho, cebola, orégano e, às vezes, sal temperado. Nada além disso. Quando me casei, minha sogra me deu vários potinhos com temperos diferentes. Então ela me disse: coloca um pouquinho de cada e vai descobrindo do que você gosta.

E foi assim que comecei a descoberta pelos temperos. Com um tiquinho de cada na comida, descobri o que eles fazem pelo sabor. Quer tentar também? Vá até uma casa de especiarias e compre alguns, vá testando e descobrindo o que combina com o seu paladar. Por exemplo, meu marido ama colocar cominho eu já acho muito forte. Mas lembre-se: não exagere! Tenha equilíbrio em todas as coisas 🙂

dicas para aprender cozinhar receitas recem-casada

Os temperos que eu utilizo hoje: cominho, açafrão (cúrcuma), páprica doce, orégano, alho desidratado, pimenta do reino, pimenta branca, chimichurri e alecrim.
 

5 – Visite sites e aplicativos de receitas

Chega uma hora que acaba a criatividade. Simples assim. Então, está na hora de visitar sites para ter novas ideias! Lá você pode lembrar de receitas que tinha esquecido, aprender novas e se arriscar em testar (vide dica 3).

Alguns sites de receita que eu mais visito e utilizo:

Gosto bastante do Tudo Gostoso, porque posso sempre salvar as receitas que eu achei interessante em um caderno no próprio site. Mas atenção! Como são as próprias pessoas que enviam as receitas, às vezes elas têm erros. Então, eu sempre procuro ler os comentários. Eles têm muitas dicas e conselhos, que podem tornar o resultado final muito mais gostoso!

Para os vegetarianos, esse é um dos sites que mais gosto. Com vídeos do preparativo das comidas, receitas simples e baratas, fica até fácil ser vegetariano e cozinhar no dia a dia.

Dicas e receitas simples e fáceis para vegetarianos.

Receitas um pouco mais sofisticadas (e não tão fits, diga-se de passagem), mas dá para aproveitar muita coisa legal!


 

6 – Se ficar com dúvida, compare com outras receitas

Muitas vezes é interessante comparar uma receita com outras. Semana passada queria fazer um strogonoff vegetariano e nenhuma receita me agradou totalmente. Então, juntei uma coisa de cada receita e criei a minha própria versão. Ficou uma delícia!

dicas para aprender cozinhar receitas recem-casada

Às vezes também desconfio de uma receita e tenho dúvida na quantidade de açúcar ou outro ingrediente de um bolo, por exemplo. Então vejo várias receitas, leio comentários e comparo as quantidades de ingredientes. Assim, me convenço do que é melhor. Isso nem sempre é necessário e faço essa pesquisa só para garantir que tudo vai dar certo!
 

7 – Tenha um caderno de receitas

Confesso que eu tenho muita preguiça, e falta de tempo, para escrever as receitas que eu faço e dão certo no meu caderno (porque as que não dão, não tem motivo para escrever né?!). Mas quando escrevo fica muito mais fácil, porque quando quero repetir, só abro o caderninho e está lá! Tcharãã!

Agora, quer ver quando eu quero repetir algum prato, mas não faço ideia de qual site eu tirei a receita na primeira vez. Entao, o melhor caminho sempre é: escreva no seu caderninho e quando você precisar estará lá!
 

8 – Use medidores

A cozinha não é uma ciência exata, mas alguns aspectos da matemática devem ser respeitados. Se a receita do bolo diz que é uma xícara de trigo, não coloque muito mais, nem muito menos, pois ou massa ficará pesada ou ficará mole, sem ponto. Se você seguir as medidas, terá um bolo fofo e delicioso!

Nesse quesito, os medidores de xícaras ajudam muito. Aí, não tem essa de: “a xícara da minha casa é menor, por isso coloco mais”. Com medidores não tem erro! A menos que a receita de um site esteja com erros (o que pode acontecer e por isso eu gosto de compará-la com outras, vide item 6), dificilmente você vai errar um bolo. 😉
 

9 – Equilíbrio nos sabores

Dizem que depois de casar, todo mundo engorda. Então, vamos quebrar esse tabu? Para garantir uma vida de saúde e felicidade para o casal, livre de stress, mal-estar, ansiedade e insônia, basta focar em uma alimentação saudável e equilibrada.

Não é difícil! Capriche nas saladas, castanhas, granola, frutas, legumes! Tudo fica mais delicioso e leve. E como é fácil cozinhar legumes! Cada dia um legume diferente para o almoço, simples assim. Lanche da tarde? Frutas e castanhas! Essas coisas são simples de serem preparadas e são, com certeza, muito deliciosas.

dicas para aprender cozinhar receitas recem-casada

No dia a dia, não se estresse tanto com pratos requintados, pois a natureza oferece o que há de melhor e não precisamos dificultar o preparo. Acho que essa é a melhor dica que posso dar: seja simples, aproveite o que há de natural e você verá que menos é mais!

Um super beijo para vocês!

 

Previous Post Next Post

Posts relacionados

  • Tamires

    Adorei as dicas.

    Pra quem já cozinha, parece óbvio, mas pra que não tem noção nenhuma, vai ajudar com certeza.

    Eu também errei muito no início (e ainda erro. rsrsrs), mas é errando que se aprende não é mesmo?

    Um beijo!