como se tornar vegetariano vegetarianismo
Bem-estar, Dicas

Como se tornar vegetariano

Olhando para as épocas em que eu morava sozinha (almoçava bolacha recheada com nescau) e vendo como me alimento hoje, percebo que melhorei muito! Fico até orgulhosa de ver como mudei alguns conceitos e ideiais.

Hoje sou pescoovolactovegatariana (raramente como peixe e ainda faz parte da minha dieta os derivados, como leite e ovos). Para alguns isso é ser muito restrito, para outros, ainda tenho muito para melhorar.

Essa é a questão! Todos sabemos que a alimentação saudável é importante, mas nem sempre damos a devida importância. Eu sei que eu tenho muito a melhorar, mas esse é uma estrada que estou trilhando, passo a passo. Lembrando, não existem fórmulas para tudo na vida. Por isso, vou contar como eu me tornei vegetariana e você pode anotar dicas que vão ajudar nas suas decisões!

 

Mudanças precisam ser feitas com amor

Não gosto de pressão! Nada pode ser feito à base da porrada. Sabe porque? Não vai funcionar, simples assim. Suas mudanças, sejam na dieta ou na vida, precisam ser com amor. Sejam pelo amor próprio ou pelos animais, que suas mudanças sejam por amor.

Foi pela minha saúde que percebi que precisava mudar a rota. Depressão, anemia, falta de foco, tudo isso me mostrou que precisava mudar. Comecei aos poucos: primeiro cortei o refrigerante. Decisão mesmo, para ter força e não cair na tentação. Depois cortei o amado nescau (ainda aos 20 anos, tomava uma xícara desse “açúcar colorido” todos os dias). Então depois veio carne vermelha, que cortei da dieta.

Depois disso, casei, e os integrais e sementes(arroz integral, farinha integral, castanhas, etc) entraram em minha vida. Casamento muda a gente, viu! Comecei a usar açúcar mascavo na maioria das receitas e também para adoçar os sucos e chás. Meu paladar começou a se refinar e se adaptar. Hoje, prefiro o doce da fruta do que o doce de um bolo. Não quer dizer que eu não coma mais bolo, mas meu corpo já tem consciência do que é melhor.

 

Como finalmente decidir me tornar vegetariana

Meses depois, depois de assistir uma palestra na minha igreja, tomei minha decisão.

Sabe o que eu mais tinha medo? Cortar totalmente a carne e começarem a faltar nutrientes em meu organismo. Sempre procuro ler sobre o assunto, mas no final acabo sendo leiga mesmo. Então, meu medo me dizia para não seguir em frente, mesmo querendo me tornar vegetariana.

Nessa palestra que assisti, o médico falou para a plateia o seguinte: você tem medo do que? De cortar a carne e faltarem nutrientes? Digo que hoje você já não come todos os nutrientes que seu corpo precisa. Sua dieta já não é balanceada, ou você acha que um prato de arroz, feijão, bife e uma folha de alface tem tudo o que você precisa?

Tomei minha decisão, iria ser vegetariana. Morrer eu não iria!

 

Se torne vegetariano, mas saia da mesmice!

Eu e meu marido cortamos a carne e desde então, há três meses, a gente vem se reinventando na cozinha. Esse é o maior desafio: criatividade ao cozinhar. Cada dia, precisamos sair do comum que estamos acostumados. Pensar fora da caixa!

Tudo precisa do seu tempo, aprendizado. Tenho que admitir, antes de casar, cozinha não era para mim. Então o desafio se tornou maior, porque muita coisa nunca fiz e preciso me arriscar.

Mesmo sendo um desafio, não há o que temer! Pare de se preocupar com nutrientes e comece a se preocupar com variedade.

Quantas frutas diferentes você come na semana? Quantas castanhas, sementes, verduras, legumes estão no seu dia a dia? Pense que durante a semana, você precisa de variedade! Descubra novos sabores. Quantas sementes novas, que nunca tinha ouvido falar, muito menos comido!

Mas não traga essa variedade para cada refeição. Nas refeições você precisa de simplicidade. Não se preocupe tanto com pratos refinados e difíceis de fazer. Seja simples e você verá como pode ser delicioso.

Como eu já disse antes, sei que tenho muito a melhorar, mas a estrada é longa! Não precisamos de pressa, mas precisamos trilhar o caminho. Aos poucos vamos melhorando e aprendendo a mudar.

 

Importante! Quando tomamos uma decisão, não quer dizer que não vamos mais ter vontade de comer aquilo (carne, refrigerantes). Mas se essa decisão é por amor, você sabe o que fazer. Além disso, extremismos não fazem bem a ninguém. Mude aos poucos, se descubra aos poucos. Quando as coisas são introduzidas gradualmente, a adaptação se torna natural!

 

Em breve postarei minhas receitas e descobertas por aqui!

E aí, que tal começar suas mudanças?

Previous Post Next Post

Posts relacionados

  • Fernanda Schroeder

    Oi Cynthia! Que legal, me identifiquei muito com seu texto! Há um ano e meio decidi parar de comer carnes (já sentia vontade antes, mas ainda não era o tempo certo) e pra mim foi super tranquilo, não senti falta de carnes pois percebi meu corpo funcionando muito melhor sem elas. Agora minha alimentação se encaixa na mesma “categoria” que a sua, apesar de que peixe, ovo e leite eu só como quando os outros preparam, pois nas minhas aventuras na cozinha não uso. E hoje também sinto muito orgulho de mim, pois me alimento muitíssimo melhor (assim como você, buscando variedade) e experimentei e cozinhei alimentos que antes nem sabia que existiam, sem contar que cozinho muito mais agora (e melhor hehe). E melhorar todos sempre podemos, eu ainda estou na luta do desapego aos doces não-saudáveis. Aguardo suas receitas e descobertas para juntá-las as minhas 🙂 Bjs!

    • ap202blog

      Que legal Fernanda, é muito bom encontrar pessoas na mesma estrada para juntos fazer novas descobertas! Amei conhecer você por aqui!

      Também senti que meu corpo funciona melhor sem a carne, mais leve, né? Os doces confesso que são difíceis mesmo, como as bolachinhas, bolos, chocolates. Mas aos poucos vamos conseguindo… Conforme vamos trocando o açúcar refinado por outros doces (açúcar da fruta), nosso corpo vai se acostumando melhor. Logo não sentiremos mais tanta vontade. Já senti um pouco de diferença nesse processo. 🙂

      Se tiver dicas de receitas, compartilha comigo! Fico testando meio que de tudo na cozinha hahaha. E sim, em breve postarei aqui! 😀

  • Pingback: 5 dicas para economizar nas compras do mercado - AP202()